sexta-feira, 11 de maio de 2012

O Solo


       O solo é uma camada finamente dividida de minerais resistentes e materiais orgânicos que favorecem o crescimento das plantas. Para os seres humanos e a maioria dos organismos terrestres, o solo é a parte mais importante da geosfera. Embora o solo corresponda a uma faixa muito estreita quando comparado com o diâmetro total da Terra, é dele que provém a maioria dos alimentos requeridos pelos organismos terrestres. Um solo fértil e um clima que contribui para sua produtividade são valiosos recursos que uma nação pode ter.
       Além de ser o local da maior parte da produção de alimentos, o solo é o receptor de grandes quantidades de poluentes. Fertilizantes, pesticidas, e resíduos sólidos depositados no solo freqüentemente contribuem para poluição da água e do ar.
       O solo é formado pelo desgaste de rochas como resultado da interação dos processos geológico, hidrológico, e biológico. Os solos são porosos e verticalmente estratificados em linhas horizontais, como o resultado da filtração de água e de processos biológicos. São sistemas abertos que sofrem constantes trocas de substâncias e energia com a atmosfera, hidrosfera e biosfera.
       O solo, como recurso natural básico, disponibiliza múltiplas funções ou serviços aos seres vivos em geral e ao Homem em particular, constituindo:
  • Componente fundamental dos ecossistemas e dos ciclos naturais;
  • Reservatório de água;
  • Suporte essencial do sistema agrícola;
  • Espaço onde se desenvolve a vida humana.
    Na aula, o solo foi definido como o meio natural para o crescimento das plantas.  Neste sentido, a espessura do solo é determinada pelo comprimento das raízes das plantas.
Fontes: http://www.uenf.br/uenf/centros/cct/qambiental/so_inicio.html

Sem comentários:

Publicar um comentário