quarta-feira, 16 de maio de 2012

Proteção dos solos


   Um dos principais impactos oriundos da ocupação rural são as erosões, isso ocorre por que a cobertura vegetal original é retirada, tornando o solo propício a sofrer processos erosivos.
    Nas propriedades rurais, com o intuito de evitar o surgimento de erosão, é importante que o produtor tome algumas medidas preventivas:
• Realizar o plantio acompanhado de uma curva de nível, essa é uma das mais bem sucedidas práticas de contenção. A curva de nível evita que a água da chuva desça a vertente com grande velocidade, dessa forma não provoca erosão.
• Consorciar lavouras com o plantio de vegetais como o eucalipto, bambu e cana-de-açúcar, pois esses atuam como barreira de proteção em relação à erosão eólica e pluvial. 
• Outra alternativa de prevenção é realizar o plantio em curvas de nível do tipo terraço, nessa técnica a água é retida, impossibilitando a formação de escoamento de enxurrada, que é um agente erosivo em potencial. 
• Atuar efetivamente na preservação e conservação de matas de galeria, além de recuperar áreas degradadas de matas ciliares, a cobertura vegetal contribui para impedir a passagem de enxurrada que provoca erosão e também evita o assoreamento dos mananciais. 
• Regiões acidentadas devem ser preservadas e não ocupadas para o desenvolvimento da agricultura, assim como as áreas de solos frágeis que facilmente são afetadas com a erosão.
    O solo é essencial para a sobrevivência humana e, como  tal , a sua proteção torna-se prioritária. É principalmente graças à agricultura que o solo é destruìdo e se não forem tomadas medidas, futuramente, a alimentação da população poderá enfrentar dificuldades. 

Fontes: http://mudafcul.wordpress.com/2008/07/29/gozando-com-as-alteracoes-climaticas/
http://www.brasilescola.com/geografia/formas-proteger-solo-contra-erosao.htm

Sem comentários:

Publicar um comentário